Blog – Daniela Alves

Base de Dados sobre o Tráfico da Vida Humana

Angola deve atualizar legislação para combater tráfico de pessoas

Posted by Daniela Alves em março 24, 2008


Angola deve atualizar a sua legislação para combater o tráfico de seres humanos. Quem o diz é o diretor do Gabinete de Intercâmbio e Cooperação do Ministério do Interior, Paulino Cunha da Silva.

Falando na abertura do work-shop sobre o tráfico de seres humanos, promovido pelo Ministério do Interior, Paulino Cunha da Silva afirmou que o encontro visa definir uma estratégia comum para combater o tráfico de seres humanos.

“Precisamos de atualizar os nossos instrumentos jurídicos e aperfeiçoar a ação operativa que requer, necessariamente, o apoio constante de todos”, afirmou o responsável do Ministério do Interior, acrescentando que “atualmente este tipo de crime comete-se, usando não só a via terrestre, mas também a Internet”.

Paulino da Silva considera que o combate ao tráfico de seres humanos não é apenas uma tarefa do Ministério do Interior, mas de ­todos.

Enquanto isto, José Martins, da Organização Internacional das Migrações (OIM), revelou que o tráfico de seres humanos em Angola começa a ser preocupante, tendo chamado a atenção para um combate global.

“Infelizmente é um fenômeno que acontece freqüentemente em Angola e em muitos países. O combate ao tráfico de seres humanos é uma luta geral, as medidas usadas para um tipo de combate a nível interno ou internacional acabam por ser as mesmas”, afirmou o funcionário da OIM.

O responsável da OIM disse que os casos mais freqüentes são das crianças que são levadas por pessoas desconhecidas que se intitulam como pais ou parentes.

Segundo um documento da OIM, mais de 700 mil pessoas são traficadas anualmente no mundo.

Segundo ainda a mesma organização, elas vão para o estrangeiro como resultado de falsas promessas que os traficantes fazem, como garantia de emprego, oportunidade de estudo e ofertas de casamento. “Em consequência disso, são usadas como escravas domésticas, forçadas a trabalhar como prostitutas e a praticar pornografia”, refere o documento.

O tráfico de seres humanos não afeta apenas mulheres. Segundo a OIM, este processo atinge também homens e crianças. Enquanto os homens servem de mão-de-obra barata, as crianças são utilizadas também para transplante dos órgãos.

Fonte: Jornal de Angola

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: