Blog – Daniela Alves

Base de Dados sobre o Tráfico da Vida Humana

  • APP deste Blog para Celular

    APP para celular

  • ENQUETE – Serviço Consular Brasileiro: Você já precisou de auxílio urgente da embaixada ou consulado do Brasil e foi negligenciado(a)?

    CLIQUE ABAIXO E RESPONDA A ENQUETE ENQUETE - Serviço Consular Brasileiro: Você já precisou de auxílio urgente da embaixada ou consulado do Brasil e foi negligenciado(a)?
  • Conheça a campanha UNODC

  • Siga-me no Twiter

    Twiter
  • Crimes na Internet

  • Translator

  • Posts mais lidos

Delitos transnacionais: crime usa o Ceará como rota

Posted by Daniela Alves em maio 5, 2008


Prostituição, tráfico de drogas e de seres humanos, além de violação ao meio-ambiente brasileiro, com o contrabando de animais, fósseis e de compostos marinhos. Nas últimas semanas, operações realizadas pelas polícias Federal, Civil e Militar no Ceará comprovaram que o Estado tornou-se, definitivamente, um dos principais pontos das rotas nacionais e internacionais do crime organizado.

O fluxo de traficantes na Capital cearense é uma realidade que vem sendo combatida diariamente pelas autoridades. Mesmo assim, as quadrilhas de mercadores de drogas, animais, corais e de seres humanos não dão trégua. Em três semanas, as polícias desmantelaram, pelo menos, cinco rotas de comércio de drogas e um esquema interestadual e internacional de prostituição.

Somente este ano, 17 estrangeiros foram detidos em Fortaleza quando serviam de ‘mulas’ para traficantes de cocaína de países europeus e africanos. Os flagrantes realizados pela Polícia Federal acontecem sempre no momento do embarque de vôos internacionais no Aeroporto Pinto Martins.

Narcotráfico

Homens e mulheres, de diferentes idade, profissão, países e continentes, são flagrados, todas as semanas, praticamente, com drogas em suas bagagens ou mesmo carregam a ‘encomenda’ no próprio corpo, tudo em troca de dólares e euros prometidos pelos narcotraficantes.

O mais recente golpe dado no crime organizado, no entanto, foi a desarticulação de um grupo que atuava na exploração da prostituição alheia.

Vinte mandados de prisão temporária foram assinados pela Justiça e 19 pessoas acabaram presas. Uma ainda está foragida. O ‘quartel general’ do esquema de prostituição era um bordel de luxo, disfarçado de restaurante e hotel, situado no Município do Eusébio (na Região Metropolitana de Fortaleza), onde mulheres de programa, procedentes de vários Estados brasileiros recebiam seus clientes e o cachê era rateado com os exploradores.

Noutra recente operação da Polícia Federal, foi desarticulado mais um viés do crime internacional com passagem pelo Ceará: o tráfico de fragmentos de recifes de corais brasileiros destinados ao mercado europeu de aquariofilia. Ao lado do contrabando de fósseis, a retirada e venda ilegal de corais causa danos irreparáveis à natureza e atenta contra o patrimônio do País, com o Ceará sendo caminho do crime.

Dos 17 estrangeiros presos pela PF com drogas, nenhuma tinha passagem anterior pelo País. A maioria é recrutada em seu país de origem para viajar ao Brasil e receber a ‘encomenda’. Assim, o País se caracteriza como um entreposto do narcotráfico, já que as drogas são produzidas além das fronteiras brasileiras. Mas, o caminho até chegar ao destinatário inclui o Brasil como portão de saída para a Europa.

Na semana passada, a ação dos agentes federais lotados na Delegacia de Repressão aos Entorpecentes (DRE), resultou em dois flagrantes de ‘mulas’ internacionais no aeroporto desta Capital.

Uma espanhola e um ganês foram detidos, em situações e dias diferentes, quando tentavam seguir para o Exterior conduzindo cocaína de alto teor de pureza, produzida na Bolívia. Maria Gracia Vale Contreras conduzia três quilos de cocaína bagagem o Destino da droga era a Holanda. Pelo ‘serviço’, ela receberia seis mil euros, conforme confessou na PF.

João africano Patrice Kouame, natural de Gana, conduzia 1,6 quilo de cocaína. Ao contrário da espanhola, o ganês negou ter sido contratado como ‘mula’ e alegou que não sabia da presença da droga em sua bagagem. Mesmo assim, foi autuado, em flagrante, por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico.

Aumentou

A repressão aos tráfico nesta Capital fez subir os números de prisões e apreensões em comparação à igual período do ano passado. O último balanço feito pela Polícia Federal revelou que nos quatro primeiros meses de 2008, aumentou em 15 por cento a quantidade de cocaína apreendida. Já são 2002 quilos confiscados nas mãos de criminosos.

Ainda de janeiro a abril, a equipe da DRE prendeu 44 traficantes (17 estrangeiros) e lavrou 23 autos de flagrante por tráfico de drogas.

INVESTIGAÇÃO

A ‘Operação Nautilus’, desencadeada pela Polícia Federal em todo o Brasil, há duas semanas, teve desdobramentos também no Ceará. A ação da PF visou a repressão à extração, comércio e exportação ilegais de fragmentos de recifes de corais brasileiros, destinados ao mercado internacional. Segundo levantamentos das autoridades, o material retirado ilegalmente da costa brasileira é destinado a países como Argentina, Canadá, Reino Unido, França, Bélgica, Dinamarca, Itália, Grécia e Áustria.

Dois mandados de condução coercitiva foram cumpridos pela PF em Fortaleza, onde as autoridades localizaram lojas de aquários que faziam o comércio ilegal das peças.

Pedras

Também no Ceará agem os contrabandistas de fósseis. As chamadas ‘pedras de peixes’ são peças arqueológicas extraídas criminosamente de sítios localizados na Região do Cariri (Sul do Estado) e enviadas à Europa, onde têm altíssimo valor no comércio de decoração.

A maior operação de repressão ao contrabando de fósseis aconteceu em 2004, quando as autoridades conseguiram apreender 3.500 peças que já estavam em São Paulo.

DESARTICULADA

Rede de prostituição tinha fachada

O esquema era articulado. Tinha ramificações em vários Estados. No Ceará, contava com a atuação de empresas do ramo de agenciamento de viagens. Agia sob fachada e contatos se estendiam pela internet.

Com estes elementos na mão, as autoridades policiais e o Ministério Público identificou e desmantelou uma rede de prostituição interestadual e internacional que atuava na Região Metropolitana de Fortaleza. Mulheres de programa eram agenciadas em vários Estados brasileiros e trazidas para o Ceará com o objetivo de encontrar seus parceiros.

Um vasto dossiê preparado pelo MP da Comarca do Eusébio (a 17KM de Fortaleza) com o auxílio da Polícia Federal e do Serviço de Inteligência do Comando-Geral da Polícia Militar ajudou na preparação de uma megaoperação que foi levada a cabo na manhã da última quarta-feira (30).

Batizada de ‘Anjos do Sol’ (em referência a um filme recentemente lançado e que conta a história de uma menina vendida pelos pais para um recrutador de prostitutas), a operação identificou a funcionária pública Maria Elizabeth Laranjeira Lima, a ‘Tia Beth’, como chefe da quadrilha responsável pela exploração de garotas de programas trazidas de, pelo menos, oito Estados brasileiros: Pará, Maranhão, Bahia, Rio Grande do Norte, Goiás, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro.

Fachada

‘Beth’ e os demais integrantes da quadrilha foram detidos pela Polícia no hotel , pousada e restaurante ‘Akonxego’, que, segundo o relatório assinado pelo promotor de Justiça Evilázio Alexandre, não passava de uma fachada para as ações criminosas da rede de prostituição.

Além de ‘Beth’, sócios, gerentes e funcionários do bordel, além de taxistas e outros profissionais que atuavam no suporte das atividades da quadrilha, permanecem presos.

FONTE: Diário do Nordeste – CE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: