Blog – Daniela Alves

Base de Dados sobre o Tráfico da Vida Humana

  • APP deste Blog para Celular

    APP para celular

  • ENQUETE – Serviço Consular Brasileiro: Você já precisou de auxílio urgente da embaixada ou consulado do Brasil e foi negligenciado(a)?

    CLIQUE ABAIXO E RESPONDA A ENQUETE ENQUETE - Serviço Consular Brasileiro: Você já precisou de auxílio urgente da embaixada ou consulado do Brasil e foi negligenciado(a)?
  • Conheça a campanha UNODC

  • Siga-me no Twiter

    Twiter
  • Crimes na Internet

  • Translator

  • Posts mais lidos

Um rosto em meio a números conflitantes.

Posted by Daniela Alves em outubro 1, 2009


Artigo escrito e enviado por  Corina Haaiga**

Quem pesquisa sobre o Tráfico de Pessoas Para Fins de Exploração Sexual Comercial é capaz de citar uma gama completa de estatísticas. Um milhão, meio milhão, quatro milhões.Tais números podem ser encontrados em relatórios de agências especializadas, em variadas pesquisas, reportagens e também em páginas virtuais.

Transformando números em histórias de vida, o nosso olhar consegue então ver a barbárie que qualquer ser humano, vítima do tráfico, enfrenta – seja um, sejam dez ou um milhão. Talvez assim possamos entender melhor a fundamental importância de combater e conscientizar.

Nila* não gosta de contar a própria experiência. Diz, primeiramente, que não tem nada interessante para falar. Depois de um tempo, confidencia que se sente humilhada e vazia.Aos 19 anos, Nila saiu do Rio de Janeiro com o namorado estrangeiro que conhecia havia seis meses; seria uma viagem rápida de apenas uma semana para conhecer a família dele no exterior. Desembarcando na Europa, o relacionamento até então “amoroso”, revelou-se uma armadilha. Nila e mais duas mulheres foram atraídas pelo mesmo aliciador.

Sem o passaporte, dinheiro ou passagem para voltar, Nila foi obrigada a se prostituir, sofreu sucessivas violências e humilhações e ficou em cárcere privado por quase sete meses.

“Uma doença me salvou”, ela diz o paradoxo e, em seguida, explica que teve uma grave inflamação uterina que poderia tê-la matado.Rotulada como imprestável pelos traficantes, ela foi solta, e só retornou ao Brasil com a ajuda de uma organização não-governamental que luta há seis anos para localizar e resgatar vidas em situações de perigo como a de Nila.

“São centenas de casos”, disse-me uma das três mulheres que dão expediente num escritório com quatro linhas telefônicas, mesas e cadeiras comuns, decorado com pôsteres de campanhas de conscientização. Foi nesse ambiente que ouvi a história de Nila, durante a pesquisa para o livro Pegadas de Inga.

Os números podem divergir, mas para alguém que passou por uma experiência assim, a história é imutável. E quando nós tomamos conhecimento dela, as estatísticas divergentes perdem a voz. Basta apenas um ser humano traficado para que fiquemos horrorizados.

* o nome foi trocado a pedido da entrevistada.


** Corina Haaiga. Escritora, roteirista e cronista. www.twitter.com/corinahaaiga www.myspace.com/corinahaaiga

Anúncios

Uma resposta to “Um rosto em meio a números conflitantes.”

  1. Betty Silberstein said

    Oi, Corina.
    Faço parte projeto da antologia NÓS MULHERES (da Oficina do Livro Editora).Já estamos no volume 9!!!. Sem contar que o ano passado lançamos um em Paris e outro em NY(que será lançado na próxima 4a. feira.). Esta é uma coleção de classe, muito bonita, bem elaborada e bem concorrida.
    Já criou fama e tradição no “círculo literário” em SP. Gostaria de saber se vocë não quer participar; afinal, seu trabalho é bem interessante.Quem sabe você se habilita???? O lançamento, sempre muito badalado, será na LIvraria da Daslu, SP, com direito a reportagem em Caras.
    Bem, dê uma olhada no site da Oficina (www.oficinaeditora.com.br).
    Olhe nos títulos, em LITERATURA. Aí vocë clica em cada volume
    que já foi lançado, vë a capa, a introdução, os participantes, etc.

    Estou às ordens para qualquer esclarecimento.
    Abraço
    Betty Silberstein

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: