Blog – Daniela Alves

Base de Dados sobre o Tráfico da Vida Humana

  • APP deste Blog para Celular

    APP para celular

  • ENQUETE – Serviço Consular Brasileiro: Você já precisou de auxílio urgente da embaixada ou consulado do Brasil e foi negligenciado(a)?

    CLIQUE ABAIXO E RESPONDA A ENQUETE ENQUETE - Serviço Consular Brasileiro: Você já precisou de auxílio urgente da embaixada ou consulado do Brasil e foi negligenciado(a)?
  • Conheça a campanha UNODC

  • Siga-me no Twiter

    Twiter
  • Crimes na Internet

  • Translator

  • Posts mais lidos

Archive for the ‘Tráfico de Crianças e Adolescentes’ Category

Duas grandes redes de tráfico de crianças foram desmanteladas na China

Posted by Daniela Alves em julho 7, 2012

A polícia chinesa anunciou a prisão de 802 suspeitos de fazer parte de duas grandes redes de tráfico de crianças que operavam em várias partes do país. A operação levou à libertação de 181 crianças, segundo autoridades chinesas.

Vítimas dessas redes são frequentemente vendidas para adoção ou para serem exploradas no trabalho infantil, muitas vezes doméstico.

As investigações que levaram à operação, divulgada nesta sexta-feira (6), começaram em dezembro de 2011, quando quatro pessoas foram presas na província de Henan tentando vender quatro bebês.

Fonte: http://www.band.com.br/noticias/mundo/noticia/?id=100000515236

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes, Tráfico de Pessoas | Leave a Comment »

Mapa da PRF aponta 1.820 pontos onde há risco de exploração sexual de crianças e adolescentes

Posted by Daniela Alves em outubro 14, 2010

A Polícia Rodoviária Federal, em parceria com a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, a Organização Internacional do Trabalho e a Childhood Brasil, apresentou a nova edição do Mapeamento de Pontos Vulneráveis à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Federais 2009/2010. A quarta edição do relatório traz novos critérios para a identificação dos locais de risco, garantindo consistência ao resultado final e oferecendo maior eficiência no trabalho de enfrentamento dessa prática criminosa. Continue lendo »

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes, Tráfico de Pessoas | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Detenidos diez estadounidenses que pretendían sacar de Haití a 33 niños

Posted by Daniela Alves em fevereiro 1, 2010

La Policía haitiana ha detenido a diez ciudadanos estadounidenses que fueron sorprendidos cuando intentaban sacar ilegalmente de Haití a 33 menores, en lo que se sospecha sea una trama de adopciones ilegales.
Según han informado autoridades haitianas, las detenciones se produjeron en Malpasse, el principal paso fronterizo entre Haití y República Dominicana a raíz de un registro rutinario del vehículo en el que viajaban. Fue entonces cuando descubrieron a los niños, de entre 2 meses y 12 años de edad, y que los estadounidenses carecían de documentos que justificaran su adopción ni tan siquiera que demostraran que son huérfanos.
«Es totalmente ilegal», ha afirmado el ministro de Asuntos Sociales haitiano, Yves Cristalin. «Ningún menor puede salir de Haití sin la debida autorización y estas personas no la tenían».
Los arrestados, cinco hombres y cinco mujeres, están bajo custodia en la capital, Puerto Príncipe. Una de los detenidas, que asegura ser la máxima responsable de una organización caritativa de Idaho llamada New Life Children’s Refuge (Refugio para Menores Nueva Vida), Laura Sillsby, sostiene que no han hecho nada malo.
«Volver a por el papeleo»«Teníamos permiso del Gobierno de República Dominicana para llevar a los niños a un orfanato que tenemos allí (. . . ). Tenemos a un sacerdote baptista aquí cuyo orfanato se derrumbó totalmente y nos pidió llevar a los niños a República Dominicana», ha segurado desde una celda de la sede central de la Policía Judicial haitiana. «Yo iba a volver aquí para hacer el papeleo. Nos acusan de tráfico de menores. Es algo que nunca haría. No íbamos a hacer nada malo», ha apuntado.
La Policía Nacional de Haití ha indicado que cabe la posibilidad de que los sospechosos sean juzgados en Estados Unidos, si se pide su extradición. «Han cometido el delito aquí y vamos a hacer las diligencias policiales normales y enviar los documentos para la instrucción judicial para que la Justicia pueda hacerse cargo del caso», ha indicado el portavoz de la Policía haitiana, Frantz Lerebours. Sin embargo, al tratarse de ciudadanos estadounidenses existe la posibilidad de que sean trasladados a su país si las autoridades de Estados Unidos presentan la correspondiente demanda de extradición.
El Gobierno haitiano ha confirmado que existe tráfico de niños en el país caribeño tras el terremoto que el pasado 12 de enero devastó la capital, Puerto Príncipe, y otras poblaciones cercanas. También UNICEF y otras organizaciones humanitarias, entre ellas varias del norte de la República Dominicana, han expresado en los últimos días su preocupación ante el tráfico de menores y la posibilidad de que sean víctimas de redes de trata de personas.

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »

Haiti denuncia tráfico de crianças e órgãos após terremoto

Posted by Daniela Alves em fevereiro 1, 2010

PORTO PRÍNCIPE – O primeiro-ministro do Haiti, Jean-Max Bellerive, afirmou nesta quinta-feira, 28, que existe tráfico de crianças e de órgãos em seu país após o terremoto do último dia 12.

“Há tráfico de órgãos para crianças e outras pessoas, porque existe uma necessidade para todo tipo de órgãos”, afirmou Bellerive em uma entrevista à CNN publicada em sua edição digital.

O primeiro-ministro haitiano não deu detalhes, mas quando a jornalista Christiane Amanpour perguntou se também há tráfico de crianças, Bellerive respondeu: “As informações que eu recebi dizem que sim”.

O Governo do Haiti tenta localizar crianças deslocadas e registrá-las para entregar a membros de sua família ou dar para adoção, explicou. Segundo Bellerive, o tráfico de crianças é “um dos maiores problemas que temos”.

O primeiro-ministro declarou que está trabalhando com as embaixadas em Porto Príncipe para proteger as crianças dos traficantes.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) já expressou sua preocupação com a saída de crianças supostamente órfãs do Haiti sem contar com a documentação adequada ou sem que os trâmites legais de sua adoção tenham sido concluídos.

A Unicef falou inicialmente sobre 15 crianças sequestradas em hospitais haitianos, mas depois disse que precisava confirmar esse número.

Na terça-feira, diferentes organizações do norte da República Dominicana disseram que o trânsito de crianças haitianas para cidades do país após o terremoto é alarmante.

Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,haiti-denuncia-trafico-de-criancas-e-orgaos-apos-terremoto,503287,0.htm

Posted in Tráfico de Órgãos, Tráfico de Crianças e Adolescentes | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Adoção estrangeira de haitianos deve ser último recurso, diz ONU

Posted by Daniela Alves em janeiro 20, 2010

Órfãos e crianças abandonadas no Haiti após o terremoto devastador devem ser adotados no exterior apenas como último recurso, disse o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) na terça-feira.

O Unicef está tentando identificar e registrar crianças que vagam desacompanhadas pelas ruas caóticas da capital Porto Príncipe, cujos pais morreram ou estão desaparecidos desde o terremoto, ocorrido há uma semana.

Os Estados Unidos delinearam procedimentos especiais para parte dos órfãos haitianos. A porta-voz do Unicef, Veronique Taveau, afirmou que a agência teme a ocorrência de tráfico de crianças.

“A posição do Unicef sempre foi a de que, qualquer que seja a situação humanitária, a reunificação familiar deve ser favorecida”, disse Taveau numa entrevista coletiva.

Se os pais morreram ou estão desaparecidos, devem ser feitos esforços para reunir a criança ao restante de sua família, incluindo avós, afirmou ela. Uma criança deve “permanecer, na medida do possível, no seu país de nascimento”.

“O último recurso é a adoção inter-países”, afirmou Taveau.

Antes do terremoto, 48 por cento da população do Haiti tinha menos de 18 anos, de acordo com a agência.

O Unicef também informou relatos de violência contra crianças haitianas depois do terremoto, mas não forneceu detalhes.

“Nesse tipo de emergência, as crianças infelizmente são as mais vulneráveis, especialmente as que foram abandonadas”, disse Veronique Taveau. “Tememos que possa ocorrer tráfico de crianças”.

Os EUA vão permitir temporariamente a entrada de crianças órfãs do Haiti para que recebam tratamento”, disse a Secretária de Segurança Interna dos EUA, Janet Napolitano, na segunda-feira.

O Canadá anunciou que aceleraria o processo de inscritos para imigração provenientes do Haiti que têm parentes canadenses. Haitianos temporariamente no Canadá terão permissão para estender a estada e casos de adoção pendentes terão prioridade.

FONTE: http://noticias.uol.com.br/especiais/terremoto-haiti/ultnot/2010/01/19/ult9967u132.jhtm

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

HAITI: Destino das crianças é incerto

Posted by Daniela Alves em janeiro 20, 2010

Brasileiros entram com pedido de adoção e EUA recebem órfãos, mas o Unicef desaconselha a ação

Porto Príncipe. Mais de 300 brasileiros fizeram pedidos para adotar crianças haitianas desde o terremoto que devastou o país, informou a Embaixada do Haiti em Brasília. Antes do terremoto, 48% da população tinha menos de 18 anos e havia mais de 380 mil órfãos.

No entanto, os diplomatas afirmam que não há como dar continuidade aos processos, tendo em vista a situação crítica que vive o país. A previsão é que os pedidos comecem a ser analisados em 30 dias.

As pessoas interessadas em adotar devem mandar um e-mail com dados pessoais para a embaixada haitiana, para que os pedidos sejam encaminhados quando as condições do país melhorarem.

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República desaconselha a adoção de haitianos neste momento. “A adoção internacional não deve ocorrer em situações de instabilidade como guerras, calamidades e desastres naturais, por não ser possível verificar o histórico pessoal e familiar da criança que se pretende colocar em adoção, com a atual situação no Haiti”, afirma a subsecretária para Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente da Presidência da República e presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Carmen Oliveira.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) também afirma que a adoção estrangeira deve ser o último recurso. “A reunificação familiar deve ser favorecida”, afirma a porta-voz da Unicef, Veronique Taveau. A instituição tenta identificar e registrar crianças que vagam desacompanhadas pelas ruas caóticas da capital Porto Príncipe, cujos pais morreram ou estão desaparecidos. Também há a preocupação com o tráfico de menores.

O Unicef relata o caso de uma menina de 2 anos e um menino de 7 que estão em um dos hospitais da missão de paz da ONU, sem ferimentos graves, mas que não têm para onde ir.

A menina sofre de paralisia cerebral e chegou ao hospital desidratada e em estado de choque. “Ela está na maca, chorando e sozinha. Ninguém sabe como se chama nem por onde começar a procurar sua família”, contam os membros do Unicef.

No mesmo hospital está Sean, que chegou gritando ao hospital com poucos arranhões e ficou 12 horas em posição fetal. Segundo o Unicef, as enfermeiras disseram que o garoto contou que seus pais estão mortos. Os médicos não querem dar alta sem saber quem tomará conta deles, diz a organização humanitária, que está tentando montar dois refúgios para crianças como Sean e a “menina”, nos quais possam ser atendidas enquanto suas famílias são procuradas. O Haiti não é signatário da Convenção de Haia, que regulamenta e padroniza a adoção internacional. Assim, quem quer adotar uma criança precisa entrar em contato com a embaixada, que fará a intermediação com as autoridades do país.

Estados Unidos

Ontem, 53 crianças haitianas, salvas dos escombros do orfanato onde viviam por dois socorristas americanos, chegaram a Pittsburgh (Pensilvânia, leste dos Estados Unidos. A maioria está na faixa dos quatro anos.

As crianças chegaram num avião cargueiro militar, acompanhadas pelo governador da Pensilvânia, Ed Rendell. A maioria aguardava a adoção por americanos, um processo que leva mais de 18 meses, mas que foi facilitado pelo governo.

CAMPANHA
Grupo Pão de Açúcar doa US$ 1 milhão ao país

O Grupo Pão de Açúcar doará US$ 1 milhão para ajudar na recuperação do Haiti. Quem quiser contribuir e ampliar o volume dessa doação podem fazê-lo a partir de hoje. A cada R$ 20 em vendas de itens de marcas exclusivas, o Grupo Pão de Açúcar fará uma doação de R$ 1 ao país. As lojas Pão de Açúcar e Extra também estão recebendo donativos como água, enlatados, biscoitos e barras de cereal até o dia 14 de fevereiro.

A Abbott, empresa global diversificada na área da saúde, e sua fundação para filantrópica, Abbott Fund, também anunciou a doação de US$ 1 milhão em fundos e produtos farmacêuticos e nutricionais de primeira necessidade para aumentar a capacidade de socorro das organizações humanitárias em atendimento às necessidades imediatas do Haiti.

MILITARES BRASILEIROS
Congresso quer discutir proposta

Brasília. O Congresso Nacional quer discutir a proposta do ministro da Defesa, Nelson Jobim, de manter por mais cinco anos os militares brasileiros no Haiti para colaborar na reconstrução do país. O presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, deputado Damião Feliciano (PDT-PB), disse que a discussão precisa passar pelo Legislativo antes que o governo decida por conta própria manter os militares no Haiti.

“É unanimidade em todo o mundo a importância da presença das Forças brasileiras. Mas vamos ter que fazer o desmame. Isso demanda custo, dinheiro, tem que passar pelo Congresso Nacional essa discussão. Respeito a posição do ministro Jobim, mas vamos ter que discutir no âmbito do Congresso”, afirmou Feliciano.

Após o recesso parlamentar do Congresso, que termina no dia 2 de fevereiro, a comissão pretende convidar o ministro a prestar depoimento sobre a presença dos militares no Haiti. “Ele deve vir à nossa comissão discutir, é prerrogativa do Congresso ouvi-lo”, afirmou.

No último sábado, o ministro Jobim afirmou que o Brasil deverá ficar por, pelo menos, mais cinco anos no Haiti, mesmo após terminar o período pelo qual o país se comprometeu a compor a Minustah (Missão de Paz da ONU no Haiti), que se encerra em 2011. Ele afirmou ainda que vai propor ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva aumentar as atribuições das tropas brasileiras no Haiti.

O ministro citou como exemplo aumentar as atribuições de engenharia das tropas, para que possam ajudar no processo de reconstrução do país.

Críticas

Em visita ao Haiti, o secretário-geral do Itamaraty, Antônio Patriota, afirmou que é “prematuro” falar que o Brasil permanecerá pelo menos outros cinco anos no país caribenho, contrariando previsão feita pelo ministro.

“A presença da Minustah é condicionada pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas”, disse Patriota, em entrevista coletiva concedida na base militar brasileira em Porto Príncipe.

“Sobre a presença brasileira ou internacional no Haiti, acho que é prematuro dizer. O importante é que haja um engajamento, um compromisso do Brasil em ajudar o Haiti a se reerguer”, acrescentou Patriota.

MISSÃO DE PAZ
Conselho da ONU vai enviar mais 3.500 soldados ao Haiti

Porto Príncipe. O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU)aprovou ontem, por unanimidade, um aumento temporário no número de tropas e policiais da entidade no Haiti em 3.500 para ajudar a manter a segurança e ajudar nos esforços humanitários ao país.

Assim, o contingente total da missão de paz da Organização das Nações Unidas no Haiti, conhecida como Minustah, subirá para 12.651, em relação ao nível atual de cerca de 9 mil.

O embaixador chinês na ONU, Zhang Yesui, atual presidente do Conselho, afirmou que o contingente temporário tem mandato de seis meses, mas esse período pode ser prorrogado.

“Estou grato ao Conselho de Segurança por sua rápida ação”, disse o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, acrescentando que a decisão é um “sinal claro de que o mundo está com o Haiti”.

Os capacetes azuis da ONU têm encontrado dificuldades em ajudar a manter a ordem e garantir a entrega de ajuda humanitária às vítimas do devastador terremoto que deixou o Haiti em ruínas e matou até 200 mil pessoas.

Segundo o chefe de missões da ONU, Alain Le Roy, a principal missão desse contingente extra será escoltar os comboios que levam ajuda ao país.

O vice-embaixador dos Estados Unidos na ONU, Alejandro Wolff, elogiou o aumento do contingente da entidade no Haiti e deixou claro que a entidade, não os EUA, está no comando da resposta humanitária ao desastre. Mais de 11.000 militares americanos estão no Haiti.

Mais cinco anos

“É unanimidade em todo o mundo a importância da presença das Forças brasileiras”

Nelson Jobim
Ministro da Defesa

Infância

380 Mil órfãos já viviam no Haiti antes do terremoto e 48% da população tinham menos de 18 anos. Agora, as autoridades não sabem ao certo quais são estes números

FONTE: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=722433

Posted in Debates, Tráfico de Crianças e Adolescentes | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Trampas para prostituir infantes por internet Trampas para prostituir infantes por internet

Posted by Daniela Alves em outubro 2, 2009

* O ARTIGO ABAIXO ALERTA SOBRE SITUAÇÕES QUE ATUALMENTE SÃO APLICÁVEIS EM QUALQUER PARTE DO PLANETA. VALE A PENA LER E ALERTAR SOBRE OS PERIGOS DA INTERNET QUANDO UTILIZADA DE UMA FORMA NÃO-DEVIDA.

El uso del internet es herramienta poderosa para todo el mundo, no sólo para  los estudiantes que realizan gran parte de sus tareas con la ayuda del famoso buscador de Google o Wikipedia, sino también para redes y bandas de ciberdelincuentes que hallaron en el internet un poderoso aliado.

Según datos de Forrester Research,  una compañía de investigación de mercado en los EE.UU, más de mil 500 millones de personas se conectan a internet en el mundo, y para el 2013 la cifra podría llegar a dos mil 300 millones. En México, según cifras  del  Instituto Nacional de Estadística y Geografía (INEGI) el uso del internet creció en 341 por ciento desde el 2000 con más de 23 millones de personas conectadas .

Facebook, Metroflog, Hi5, Myspace, Sónico, ORKUT: un peligro
La proliferación de las redes sociales en la web, en las que los usuarios colocan datos personales, fotos y su correo electrónico al alcance  de todas las personas que añaden a su red social, la mayoría  desconoce que el crimen organizado usa la red para cometer ilícitos, que van desde la extorsión, fraudes, espionaje, entre otros, pero los más grave  son la trata de personas y la pornografía infantil.

Las redes sociales sirven a los pederastas para enganchar a sus víctimas menores de edad, aprovechando la ingenuidad de los pequeños, a los que les hacen promesas de convertirlos en actores o actrices, modelos, cantantes, usan todo tipo de artimañas para envolverlos.

Los pederastas aprovechan el anonimato que ofrece el internet, utilizan perfiles engañosos en  las redes sociales con fotos de hombres o mujeres bien parecidos, para atraer  a sus víctimas. Navegar a través del internet cada día es  más peligroso, pues niños y adolescentes ávidos de conocer gente nueva, por  curiosidad o juego,  caen en la trampa de gente sin escrúpulos y algunos terminan envueltos en  situaciones terribles que los marcan de por  vida y que difícilmente lograrán  superar.

“Los padres no atienden a sus hijos”
El Director de la Policía Cibernética del Distrito Federal, Gustavo Caballero Torres en entrevista con En Marcha, comentó, que “muchas veces los padres no están al pendiente de lo que ven sus hijos en la red y tampoco les advierten de los peligros y los riesgos de navegar en internet”.

Añadió que las redes sociales, como Facebook, Metroflog, La Jaula, Hi5, ORKUT son algunas de las páginas que usan los pederastas y delincuentes para  contactar a  jóvenes de todos los estratos sociales, quienes se aprovechan del anonimato que ofrece el ciberespacio.
Los delincuentes con argucias logran  ganarse la confianza de los usuarios que escogen, todo inicia como un juego. Caballero Torres dijo que la mayoría de las veces los enganchadores retan a los menores, como si se tratara de un  juego y les piden que se tomen fotos desnudos, les insisten hasta doblegar su voluntad.

Así inicia un camino a veces sin retorno, en ocasiones cuando las jóvenes ya no quieren  seguir con el “juego” de enviar más fotos  de sus desnudos,  los pederastas los amenazan con publicar sus fotos en el internet para exhibirlos; ante el temor de ser vistos por familiares y amigos  la mayoría continua en el juego perverso de los pederastas.

Tania, seducida a los 9 años
Gustavo Caballero narró el caso de Tania, una niña de nueve años del norte del Distrito Federal, enganchada en una red social por una persona de 26 de años que se hizo pasar por un joven de secundaria, quien abusando la corta edad de Tania la envolvió, la enamoró y durante tres meses mantuvieron un lazo sentimental en el ciberespacio, después la convenció para que huyera de su casa, con la promesa de poder realizar su amor, por espacio de tres meses tuvieron relaciones sexuales.
Después de un arduo trabajo de investigación, la policía logró dar con el paradero de Tania, quién fue encontrada  en pleno acto sexual con un amigo del sujeto que la enganchó.

Como el caso de la niña Tanía existen otros  similares y aún más aberrantes, dijo el director de la Policía Cibernética, como un caso resuelto por esa policía el 17 de abril de este año en que tras 21 meses de investigación se logró  la captura de 7 integrantes de una red de distribución de pornografía infantil en internet. En sólo un año, según cifras de esta corporación, la banda logró colocar 100 mil vídeos y fotografías de sexo explícito con bebes, niños y adolescentes.

Sacerdote pornográfico
En este caso el  Sacerdote Rafael Muñiz, de la parroquia San Pedro Apóstol en Jalapa Veracruz, fue detenido con su hermano por la policía cibernética, acusados de ser los  mayores distribuidores de pornografía infantil en la red. La computadora que el sacerdote usaba fue hallada  por la policía en la sacristía, el disco duro de la computadora contenía imágenes de sexo explícito con menores de edad, e inclusive con recién nacidos. En la red de pornografía infantil el sacerdote usaba el sobrenombre de “lobosiberiano”. Dicha red de pederastas operaba desde hace dos años en el Distrito Federal, Hidalgo, Puebla, Yucatán y Veracruz.

En algunas páginas que crean los pederastas se pueden encontrar anuncios dónde subastan niñas y niños cual mercancías, las pujas para comprar a un menor de edad inician desde mil 500 dólares como base y quién ofrezca la mayor cantidad durante la oferta adquiere al infante. Para concluir Gustavo Caballero comentó que de enero a julio de este año se han recibido mi 500 denuncias relacionadas con delitos cibernéticos, qué van desde la extorsión hasta la trata de personas.

20 millones de dólares, el negocio
Sadot Sánchez Carreño, director del Programa contra la Trata de Personas de la Quinta Visitaduría de la Comisión Nacional de Derechos Humanos (CNDH) sostiene que en nuestro país, hay otros ámbitos de vulnerabilidad que no se relacionan directamente con la condición de pobreza de las niñas y niños, sino sobre todo con su posibilidad de acceso a medios de comunicación electrónicos. Los datos que ofrece a En Marcha el funcionario federal oaxaqueño son preocupantes:
De los delitos cometidos a través de internet el 50 por ciento están relacionados con la pornografía y la prostitución infantil; se estima que generan en México ganancias anuales por más de 20 millones de dólares.

La edad de las niñas y niños que son prostituidos o abusados sexualmente para la producción de material pornográfico se ha reducido aceleradamente y se han identificado casos de niñas y niños de 0 a 4 años que son utilizados en la producción de esos materiales.
Según la Asociación Mexicana de Internet el 48 por ciento de los jóvenes mexicanos entre los 14 y los 19 años utilizan la red de internet durante 2 horas y 42 minutos diarios en promedio, expuestos a ser posibles víctimas de delitos cibernéticos.

La importancia de Internet en materia de trata de personas se debe a:
a. La utilización de este medio para enganchar a posibles víctimas
b. La utilización para promover u ofertar a las víctimas en el comercio sexual y laboral.
c. Para distribuir productos derivados de la explotación sexual, tales como imágenes y videos pornográficos.
d. El incremento de la demanda de servicios derivados de trata fomentado por el consumo de pornografía.

Descomposición Familiar
La Primera Encuesta Nacional sobre Exclusión, Intolerancia y Violencia en Escuelas Públicas de Educación Media-Superior muestra la falta de comunicación entre menores de edad y sus padres. Frecuentemente, la descomposición familiar y la falta de comunicación aísla a los menores y los empuja a buscar sustitutos, volviéndose presa fácil de los explotadores. Este factor se potencia mediante el empleo de internet.
La CNDH ha detectado que la violencia se presenta con mayor intensidad en los menores que viven sólo con su padre (o con ninguno). La frecuencia disminuye en el caso de niños que viven con ambos padres o sólo con la madre.

Senador propone penas
Este 10 de Junio durante  la sesión de la Comisión Permanente en el Senado de la República, el Senador oaxaqueño Adolfo Toledo Infanzón dijo en tribuna que la ejecución de delitos a través de estos medios electrónicos se ha convertido en una amenaza para la economía y la seguridad de las naciones.

Toledo dijo que en México se han incrementado anualmente estos delitos, así lo demuestran los datos proporcionados por el Departamento de informática y Telecomunicaciones de la Procuraduría General de la República, que en el 2004 atendió  668 solicitudes y para el año pasado la cifra fue de mil 800 casos.

El Senador del Revolucionario Institucional, precisó que nuestro marco jurídico si bien ha tenido algunas adecuaciones en la materia, al tipificar como figuras delictivas a quienes a través de medios electrónicos genere pornografía infantil y ejerza el turismo sexual, estos esfuerzos aún son insuficientes, pues hasta el momento no hay leyes que regulen los delitos que se cometen en la red. Por esta razón hizo una propuesta que propone incluir penalidades para delitos en materia cibernética.

Lo inobjetable es que falta mucho, por avanzar e impedir que legiones de infantes sean presa de este terrible mal que llegó junto con la modernidad tecnológica: la ciberdelincuencia.

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes | Etiquetado: , , , , , , | Leave a Comment »

Bolívia: Rescatan a dos menores y cinco jóvenes sometidas a prostitución

Posted by Daniela Alves em agosto 29, 2009

Siete jóvenes, entre ellas dos menores de edad, fueron rescatadas del alojamiento “Vargas” de la avenida Aroma y 25 de Mayo, donde se presume eran prostituidas. Una de ellas fue encontrada con un sujeto que reconoció estar haciendo “pieza” con una de las menores en una habitación, cuando intervino la dirección de Trata y Tráfico de Personas de la Fuerza Especial de Lucha Contra el Crimen (Felcc) y la Defensoría de la Niñez y Adolescencia.

Una mujer de 36 años, identificada como Soledad, reclutaba a las jovencitas a través del periódico con avisos de trabajo para damas de compañía, por lo que fue aprehendida en el lugar y acusada de proxenetismo y trata de personas.

De acuerdo con los partes diarios del alojamiento, estaba hospedada en este lugar desde mediados del mes de febrero por lo que se cree que se dedicaba a esta actividad ilícita desde entonces.

De las siete jóvenes que fueron rescatadas, tres presentaron sus documentos de identidad en el momento del operativo para demostrar su mayoría de edad, mientras que de las otras cuatro se presumía su minoridad.

Por la tarde, los familiares de dos de ellas llevaron los documentos donde certificaban que también eran mayores de edad y sólo de dos de ellas podrían ser menores, una procedente el departamento de La Paz.

El informe del director de la Felcc, coronel Julio Miranda, de acuerdo a las primeras investigaciones da cuenta que las jóvenes se encontraban en el alojamiento Vargas al momento de la intervención policial y de la Defensoría, por lo que se presume eran instigadas a la prostitución.

Fonte: http://www.opinion.com.bo/Portal.html?CodNot=72254&CodSec=17

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes | Leave a Comment »

COMBATE AO TRÁFICO INFANTO-JUVENIL: Rede de apoio passa por capacitação

Posted by Daniela Alves em julho 15, 2009

Fortaleza é uma das capitais brasileiras que integra a rota internacional do tráfico de seres humanos, recebe crianças e adolescentes do Interior do Ceará e de estados vizinhos como Piauí e Maranhão vítimas de tráfico para fins sexuais e já criou sua rede de proteção para atendê-las, a Aquarela. Mesmo assim, esse tipo de crime ainda passa despercebido pela maioria da população, há subnotificação dos casos e dificuldade, inclusive, para fazer com que a integração entre os agentes da rede aconteça.

Com o intuito de melhorar a relação dos vários agentes que integram a Rede Aquarela e dar maior visibilidade a esse tipo de crime, desde a última segunda feira, os profissionais da área vêm sendo capacitados no Magna Hotel. A intenção é disseminar uma metodologia eficaz de atendimento e assistência direta às vítimas. Nesse sentido, explica a coordenadora técnica do projeto DisseminAção do Instituto Aliança, Sandra Santos, vêm sendo discutidas formas para o aprimoramento dos serviços de atendimento psicossocial e jurídico para as vítimas e suas famílias, e o desenvolvimento de ações voltadas à reinserção familiar, comunitária e socioprodutiva.

Conforme a coordenadora da Rede Aquarela, Germana Vieira, nem sempre é fácil detectar a situação de tráfico de crianças e adolescentes para fins sexuais pelos agentes da própria rede, daí a necessidade de capacitação. Há casos em que as vítimas ficam trancadas em locais particulares como escravos sexuais e sem uma denúncia é difícil chegar até elas. Além disso, às vezes, inicialmente identifica-se o caso de exploração sexual e só depois de algum tempo, após investigação dos agentes conversando com a vítima, é que se consegue identificar a situação de tráfico para fins sexuais.

A capacitação, que termina hoje, está sendo realizada através de parceria entre a Secretaria de Direitos Humanos de Fortaleza e o Instituto Aliança. Faz parte do Projeto DisseminAção, desenvolvido pelo Instituto Aliança com apoio da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República/SEDH.

Ele oferecerá pelo período de um ano, uma formação sistemática a gestores, técnicos, conselheiros, educadores sociais e integrantes da rede socioassistencial, tendo por referência a metodologia desenvolvida e disponibilizada pela organização Partners of the Américas, com recursos da USAID. Em Fortaleza, a iniciativa ocorre dentro da programação dos 19 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente, numa parceria também com a Uece e a Secretaria da Justiça e Cidadania. O projeto DisseminAção foi lançado em Salvador em 27 de maio último, sendo executado em Fortaleza, São Luís, São Paulo, Maceió, Goiânia, Belém, Belo Horizonte e Foz de Iguaçu. A iniciativa prevê, ainda, a implantação de bancos de dados (de atendimento e de gestão institucional), ferramentas essenciais para o real dimensionamento do fenômeno em cada município.

Fonte: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=654539

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes | Etiquetado: , , | 1 Comment »

Comissão discute ação integrada de combate à exploração sexual de jovens

Posted by Daniela Alves em fevereiro 17, 2009

A Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), através do Centro de Referência LGBT de Combate a Homofobia, se reuniu nesta quinta (12) com representantes do Comando Regional de Polícia Militar de Várzea Grande, Promotoria de Infância e Juventude e Associação Matogrossense de Travestis. O objetivo foi elaborar um plano de ação integrada de combate à exploração sexual e prostituição infanto-juvenil de jovens travestis em Cuiabá e Várzea Grande.

Durante a reunião, a coordenadora do Centro de Referência, Cláudia Cristina Carvalho, ressaltou a importância da articulação entre as instituições para a redução de menores nestes espaços. “O empenho de todas as partes neste processo poderá evitar que estes jovens permaneçam nestes locais. Sabemos que a prostituição não é crime no Brasil, mas o envolvimento de maiores de idade com estes travestis é previsto em lei”.

Cláudia afirma que antes de qualquer ação, é preciso uma mudança na mentalidade da população. “Tanto os travestis como toda a comunidade LGBT precisam ser reconhecidos como sujeitos de direito. Desde sua fundação, o Centro de Referência tem trabalhado para garantir esses direitos, reduzindo a discriminação e, consequentemente, os casos de violência”.

Presidente da Associação Matogrossense de Travestis há mais de quatro anos, Lilith Prado afirma que a freqüente aparição de menores nas zonas de prostituição em Cuiabá e Várzea Grande, tem gerado transtornos. “Trabalho nisso há 15 anos em Cuiabá e tenho conhecimento dos problemas que me rodeiam. Já fomos cobradas várias vezes pela presença de menores na nossa região, e sempre sobra complicações para nós”. Lilith comenta que o número de jovens nestes locais é crescente. “Se aparece um menor naquele lugar, nós podemos retirá-los de lá. Mas dias depois, eles reaparecem com mais dois e por aí vai”.

Para a promotora de Infância e Juventude de Várzea Grande, Josane Guariente, o trabalho de retirada de menores destas áreas será completo. “Vamos realizar um processo de identificação dos jovens, com o objetivo de procurar seus familiares e estabelecer um elo entre os dois. Não podemos apenas retirá-los destes locais, sem nenhum amparo social que sustente essa saída”, concluiu.

Fonte: http://www.circuitomt.com.br/home/materia/14354

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes | Etiquetado: , | Leave a Comment »