Blog – Daniela Alves

Base de Dados sobre o Tráfico da Vida Humana

Posts Tagged ‘Europa’

‘Revenda’ de vítimas de exploração sexual dribla autoridades europeias

Posted by Daniela Alves em fevereiro 1, 2012

Especialistas no combate à prostituição forçada na Europa alertam para um fenômeno crescente: a comercialização de mulheres como mercadorias entre diferentes países e cidades.

De acordo com um relatório compilado pela ONG espanhola Red española contra la trata de personas, a partir dos dados de 26 organizações internacionais, a revenda de mulheres, muitas delas menores de idade, aumentou em 50% nos últimos cinco anos e movimenta cerca de US$ 7 bilhões por ano (R$ 12 bilhões).

O relatório revelou que anualmente cerca de 1 milhão de pessoas que chegam à Europa acabam sendo forçadas à prostiuição. Deste total, 90% passam por bordéis na Espanha, Itália, Grécia, Alemanha, Bélgica, Holanda, Suíça e Portugal, revendidas por quadrilhas de traficantes.

Na Espanha, maior consumidor europeu de serviços sexuais e onde atuam as principais redes de contrabando, segundo as autoridades, uma mulher é vendida entre R$ 2.000 e R$ 7.500, de acordo com idade, características físicas e experiência. Quanto mais jovem, mais cara.

O sistema é parecido ao de uma atividade comercial convencional. Os donos dos prostíbulos atendem à demanda dos clientes, que pedem perfis físicos específicos de prostitutas. Quando querem um tipo ou se cansam de outro, a mercadoria é renovada. Assim, uma mulher é revendida a outra rede, circulando por quase todo o continente.

RENOVAÇÃO DE “CATÁLOGO”

Segundo a pesquisa, o tempo médio de uma prostituta em um bordel é de 28 dias. Quando alcança este período, ela é revendida para que os clientes tenham novidades, como num catálogo de mercadorias. Continue lendo »

Posted in Tráfico de Pessoas | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

Europa contra o Tráfico de Seres Humanos

Posted by Daniela Alves em fevereiro 7, 2008

Mais de dois milhões e meio de pessoas no mundo são vendidas cada ano como se fossem mercadoria. São as vítimas do tráfico de pessoas, um dos negócios mais rentáveis do planeta depois da venda de armas e do narcotráfico. Para lutar contra esta prática o Conselho da Europa lançou a Convenção de Ação contra o Tráfico de Pessoas, um pacote de medidas para ajudar às vítimas que entrou em vigor no dia 01/02/2008.

O Convênio é aplicável a todos os países europeus, e afeta todas as formas de tráfico, nacional ou transnacional, relacionada ou não com o crime organizado, e protege todas as vítimas, qualquer que seja a forma de exploração (sexual, laboral, serviços forçados, etc.).

Dos 47 países que compõem o Conselho da Europa, 37 assinaram Convenção, mas, só 14 deles o têm ratificado; a saber: Albânia, Áustria, Bósnia Herzegovina, Bulgária, Croácia, Chipre, Dinamarca, França, Geórgia, Malta, Moldávia, Noruega, Romênia e a Eslováquia.

Entre as medidas que estes países se comprometeram em adotar destaca-se um serviço de atenção médica e psicológica para as vítimas assim como um prazo de recuperação e reflexão de 30 dias para que decidam se querem denunciar aos traficantes. Além disso, será oferecida permissão de residência àquelas vítimas em situação irregular, ao mesmo tempo que se sancionará os clientes dos prostíbulos.

Segundo, os dados do Conselho da Europa, mais de 600.000 pessoas, em sua maioria mulheres, são vítimas do tráfico no continente. Na maioria dos casos acabam na prostituição, mas, também existem casos em que as máfias lhes obrigam a realizar trabalhos forçados, ou lhes tiram os órgãos.

A Espanha, um dos principais países de passagem e destino do tráfico de pessoas na Europa, está entre os Estados-membros que ainda não assinaram ou ratificaram o Convênio, mas, em dezembro do ano 2000, a Espanha assinou o Protocolo de Palermo para Prevenir, Reprimir e Sancionar o Tráfico de Pessoas, que complementa a Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional.

Posted in Tráfico de Pessoas | Etiquetado: , , , , , , | Leave a Comment »