Blog – Daniela Alves

Base de Dados sobre o Tráfico da Vida Humana

Posts Tagged ‘exploração sexual de crianças e adolescentes’

Mapa da PRF aponta 1.820 pontos onde há risco de exploração sexual de crianças e adolescentes

Posted by Daniela Alves em outubro 14, 2010

A Polícia Rodoviária Federal, em parceria com a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, a Organização Internacional do Trabalho e a Childhood Brasil, apresentou a nova edição do Mapeamento de Pontos Vulneráveis à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Federais 2009/2010. A quarta edição do relatório traz novos critérios para a identificação dos locais de risco, garantindo consistência ao resultado final e oferecendo maior eficiência no trabalho de enfrentamento dessa prática criminosa. Continue lendo »

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes, Tráfico de Pessoas | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Seminário – A Influência da Pornografia nos casos de Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Posted by Daniela Alves em outubro 21, 2008

Câmara dos Deputados

Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado

Seminário “A Influência da Pornografia nos Casos de Abuso e Exploração Sexual Infantil”

Apresentação

Em 8 de novembro de 2007, esta Comissão realizou audiência pública para debater os malefícios da pornografia para a sociedade. Na ocasião, em virtude da importância do tema, os participantes do evento manifestaram a necessidade da realização de um seminário para intensificar as discussões.

Assim, por iniciativa do Deputado João Campos (PSDB/GO), a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado realiza em 6 de novembro de 2008 o seminário “A Influência da Pornografia nos Casos de Abuso e Exploração Sexual Infantil”.

A situação atinge níveis cada vez mais preocupantes, conforme publicou a revista Istoé Online em 8 de março de 2006, ao constatar que o Brasil é o campeão mundial de pornografia infantil. Além disso, especialistas apontam a pornografia como causa primária de muitos dos crimes sexuais.

Diante desse panorama, a sociedade cobra constantemente ações de prevenção e combate à violência sexual, especialmente a infantil.

É nesse contexto que a Comissão de Segurança Pública se coloca como fomentadora do debate, abrindo espaço para discussão com a sociedade civil organizada e autoridades ligadas ao tema sobre a importância da implantação de políticas públicas permanentes que visem a combater e prevenir os crescentes casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil.

Por tudo isso, fica o convite para uma efetiva participação e enriquecedor debate.

Programação Continue lendo »

Posted in Debates | Etiquetado: , , | 1 Comment »

Reportagens vão mostrar como funciona exploração de crianças e adolescentes

Posted by Daniela Alves em julho 12, 2008

Uma série de reportagens da Rádio Gaúcha vai mostrar a partir de segunda-feira a realidade chocante da exploração sexual de crianças e adolescentes e como os aliciadores abordam famílias desestruturadas e extremamente pobres, oferecendo a elas cursos de modelos fora do Estado. Na região metropolitana de Porto Alegre, um aliciador fornece meninas por até R$ 100.

A série, que vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas semanas, vai abordar como funcionam as redes de exploração sexual. A equipe de reportagem conseguiu localizar uma adolescente desaparecida que estava sendo explorada sexualmente em casa noturna do Litoral Norte e repassou informações para Polícia de Santo Antônio da Patrulha, que descobriu outra adolescente explorada sexualmente, fechou boate e prendeu seu proprietário. Uma das adolescente era aliciada pela mãe, que trabalhava como cozinheira da boate.

A reportagem também acompanhou a busca de uma adolescente gaúcha em São Paulo que foi vítima de exploração sexual em rotas nacionais. Resgatada em Minas Gerais, outra adolescente, de 13 anos, afirmou ter sido levada amarrada em um caminhão para aquele Estado.

A série também vai mostrar as rotas estaduais e nacionais da exploração sexual, além das falhas do sistema criado para coibir este crime e  dar abrigo às crianças e adolescentes.

As dez reportagens foram feitas por Cid Martins, Fábio Almeida e Jocimar Farina e vão ao ar nos programas Chamada Geral primeira edição, às 11h, e Chamada Geral segunda edição, às 17h.

Fonte: Zero Hora

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes | Etiquetado: | 1 Comment »

I Seminário Regional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra a Criança e o Adolescente

Posted by Daniela Alves em maio 9, 2008

Clique na figura abaixo para visualizar a programação.

 

 

 

Posted in Debates | Etiquetado: | Leave a Comment »

Polícia Civil fiscaliza motéis na Capital

Posted by Daniela Alves em março 24, 2008

Equipes da Polícia Civil coordenadas pela delegada Ivana Timbó, titular da Delegacia de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (Dececa), realizaram no dia 14/03 uma operação em motéis da Barra do Ceará. Em uma das inspeções, os policiais encontraram Lindon Jhonson Venâncio, preso em flagrante, com uma adolescente de 13 anos; e outro homem com uma adolescente de 15 anos. “Como a garota possui menos de 14 anos, o crime é considerado estupro. Chamamos a avó dela para oficializar o procedimento. Mas o pai da de 15 pediu para não fazer a representação contra o infrator, por isso o soltamos”, diz Ivana.

As adolescentes negaram realizarem programas na região da Barra do Ceará, por isso os proprietários do motel não foram enquadrados pelo favorecimento à prostituição. “Mas eles vão responder por hospedarem as adolescentes sem a presença de pais ou responsáveis e terão multa”, completa.

Fonte: O Povo

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Mineradoras contribuem para aumentar exploração sexual no Amapá

Posted by Daniela Alves em março 13, 2008

A instalação de empresas mineradoras em pequenas cidades no Amapá contribuiu para o crescimento da exploração sexual de crianças e adolescentes. É o que denuncia a coordenadora estadual do Programa Sentinela, Carla Góes, que atende vítimas de abuso sexual.

No estado, o município que apresenta índices mais elevados de exploração é Pedra Branca do Amapari, a cerca de 200 quilômetros de Macapá, que tem 7,3 mil habitantes. O motivo, segundo a coordenadora, é a instalação das mineradoras que chegaram ao local em 2006 levando cerca de 2 mil trabalhadores de outras cidades e estados. Além disso, muitos dos homens não levaram suas famílias.

“Chegou a um ponto em que as adolescentes vão nos alojamentos, pousadas e hotéis oferecer ‘os serviços’ para os trabalhadores dessas empresas, principalmente nos dias de pagamento”, afirma Carla. Como o município é pobre, as meninas são incentivadas pelos próprios familiares a conseguir dinheiro para ajudar em casa.

“Muitas das vezes, elas não são só de Oiapoque. Vêm de Belém, com documento de identidade falso, dizendo que são maiores de idade, enganando seus pais dizendo que vão estudar, trabalhar em casa de família, isso já aconteceu”, afirma a presidente.

Essa situação está chamando a atenção de prefeitos e de entidades que lidam com menores. Segundo a prefeita de Serra do Navio, Francimar Santos, a chegada de tantos homens sem família modificou a realidade do município.

Crescimento populacional

Além do aumento da prostituição e da exploração sexual de meninas, a prefeita reclama que o aumento repentino da população trouxe mais prejuízos do que compensações. Segundo Francimar, há muito mais lixo na cidade, e já falta energia elétrica e água tratada para atender a todos.

As escolas estão lotadas de crianças e os agentes de saúde não conseguem atender a tantos doentes. O gerente de Saúde, Meio Ambiente e Comunidade da Mineração Pedra Branca do Amapari (MPBA), Claudinei Mariano Alves, afirma que a empresa não tem conhecimento desse fato. Claudinei acrescenta que, nos últimos dois anos, a mineradora reduziu o número de empregados e de prestadores de serviço.

A empresa, no entanto, de acordo com ele, não descarta ações solidárias se for responsabilizada por problemas na comunidade. “A empresa busca sempre se colocar junto às comunidades de interferência, no caso de Pedra Branca do Amapari e de Serra do Navio, para estabelecer parcerias no controle de problemas sociais diversos, porém esse não nos foi levantado”, explica.

Segundo o gerente, a MPBA emprega atualmente 361 empregados diretos e 115 prestadores de serviço.

Fonte: Portal Amazônia   

Posted in Tráfico de Crianças e Adolescentes | Etiquetado: , , | Leave a Comment »